• Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon

"Uma teia genialmente construída e que envolve o leitor na mesma intensidade bem calculada com que o personagem principal também se enreda numa história assustadora, revelando as forças e fraquezas que compõem o jogo do poder e até onde este pode atiçar a crueldade humana, camuflada em ações que, à primeira vista, traduzem bondade e filantropia. Este romance de suspense vai muito além da trama de mistério, pois abre uma janela através da qual enxergamos a alma dos personagens com tamanha clareza que nos assusta pela verossimilhança com a realidade do dia a dia atrás dos biombos comezinhos do teatro da vida banal."

 

Alex Ferraz, jornalista

Blog

Histórias, literatura, bichos, yoga, espiritualidade, bem-viver e o que vier na cabeça

Sobre mim

Gaúcha de Porto Alegre, graduada em Medicina Veterinária, casada com um baiano e mãe de dois filhos soteropolitanos, morei na Bahia por catorze anos. Foi lá que comecei a escrever ficção, mas esses projetos ficaram na gaveta. Há dez anos mudamos para São Paulo, retomei a atividade veterinária interrompida desde a maternidade, fiz especialização em Acupuntura Veterinária, fiz formação em Yoga - e adoro ambos -  mas a vontade de escrever e publicar minhas histórias ainda persistia.  Em 2019 decidi encarar o desafio e colocar a mão na massa. O resultado você pode conferir. O Plano é o meu primeiro romance publicado. 

O PLANO

"Sua mente registrou uma coincidência e a lembrança causou desconforto. O mendigo moribundo com quem se batera noutro dia falara apenas cinco palavras, duas delas eram as então incompreensíveis “fio” e “líbero”.  Apoiou as costas no suporte da placa de identificação da rua Líbero Badaró e fechou os olhos, repassando mentalmente a cena. Quando abriu os olhos novamente, deparou-se com o luminoso que identificava a Fundação de Arno Ramos a poucos metros dali. 

Respirou fundo. Estranhamente, naquele local convergiam quatro fatores ligados ao mendigo morto: a instituição que o acolhera, a vítima que ele tentara assassinar e duas das suas últimas palavras..." 

Quero receber notificações de novos post

© 2020 Agda Theisen